Sblargh - Pelos Espíritos Livres


No more zip.net man. To de volta em http://sblargh.blogspot.com

Escrito por Sblarghman às 01h01
[   ] [ envie esta mensagem ]




O problema da vida.

O problema da vida é que seres humanos nascem burros, o que não seria problema, porque teóricamente, temos vários professores.

Começam com nossos pais que nos ensinam o básico da vida, mas eles estão muito ocupados com seus empregos, então, esqueça essa etapa.

Depois tem os professores do primario, eles deveriam nos ensinar não só o ABC, mas também algumas questões mais complicadas, como por exemplo, como amar e respeitar nossos amiguinhos; mas claro, eles estão ocupados demais com seus problemas em casa, e acabam ensinando male male o ABC, mas não se preocupe com a lição "ama e respeitar nossos amiguinhos", porque, o dia que aquele amiguinho seu que é o dobro do seu tamanho te der porrada na frente de todo mundo, você vai aprender o que é respeito. E é bom também aprender desde cedo que amor não existe.

Depois na adolescencia, você teria que aprender mais conhecimentos técnicos e também noções de filosofia e cidadânia, para ter mais noção de quem você é no mundo, para saber como melhorar sua sociedade e começar desde já a pensar na evolução da humanidade, mas claro, esqueça os conhecimentos técnicos, eles não valem tanto assim no vestibular, filosofia então, só cai em vestibular de humanas e olhe lá, quanto a cidadânia, no máximo você usa uma coisa ou outra na redação. Então é melhor estudar matemática mesmo.

Mas claro, há ainda sua vida espiritual, é para isso que servem os padres... sim... os padres estão lá para te ensinar a ser um humano melhor, ajuda-lo a compreender o sentido da vida e te dar aquela forcinha numa hora de dificuldade quando parece que os deuses não estão te ajudando... mas desde que o primeiro filho da puta na mesopotania a 5000 anos atrás misturou politica e religião que você pode esquecer isso.

Então... resumindo o post...

O problema da vida é que o ser humano nasce burro... e para por aí.



Escrito por Sblarghman às 16h14
[   ] [ envie esta mensagem ]




Aniversario

É aquele dia em que as pessoas que te ignoram quando você cumprimenta elas na faculdade te escrevem um scrap no orkut desejando tudo de bom.

Escrito por Sblarghman às 01h10
[   ] [ envie esta mensagem ]




American Idiot

Eu me lembro que a primeira vez em que ouvi o lendário "Dookie" do Green Day foi há alguns anos depois de ter sido lançado, na verdade, foi na época em que o chamado "pop punk" estava na moda, o clipe do Blink 182 onde eles zuavam os backstreet boys bombardeavam a mtv e nos shows em que eu ia no Volkana, tudo que tinha lá era ou Hardcore a la "não entendemos nada do que você ta dizendo, mas tudo bem, porque a letra é uma droga" ou emocore a la Dance of Days (o qual eu ainda gosto um tanto). De qualquer forma, ouvir o Dookie foi uma experiencia tremenda para mim, tanta energia, letras tão brilhantes, era impossível como aqueles três bobalhões entendiam a alma do adolescente desiludido no mundo quebrado e morto em que vivemos. Isso foi o Dookie, assim como o Nevermind do Nirvana, era um grito sobre como a juventude estava (está) morta e mesmo que os idiotas dos fãs não tenham entendido, posso dizer que eu agradeço pelo ótimo album.

Nessa mesma época o Green Day lançava Minority e lá estava o triste... aquela banda com aquela energia e aquela habilidade impressionante para entender os desiludidos tinha sumido, sobrava que green day era uma triste cópia de si mesmo, assim como Blink e Good Charlotte, era só mais uma banda usando "punk" para ganhar muito dinheiro.

Anos se passaram, eu cresci, ainda estou desiludido e embora tenha encontrado muitos albuns bons ao longo do caminho, continuava ouvindo sempre o Dookie para me lembrar da energia, da fúria, do sarcasmo e de todos aqueles sentimentos que nós jovens da terceira década perdida sentimos.

Liga-se a mtv e o que se encontra são Avril Lavigne falando que é a reencarnação de Johnny Rotten enquanto canta sobre menininhas burrinhas apaixonadinhas por garotinhos lindinhos e guti-guti whatefuckever e esse é o cenário e os temas do punk rock norte-americano, stoner rock era a única coisa que impedia o mundo do rock morrer para mim definitivamente, porque, se falando de punk, o mundo havia morrido.

Pois então que ontem, com grande agrado, ouço American Idiot.

Que experiencia!

Depois de tanto tempo, eu fico realmente feliz de ouvir um álbum completo, estava com as expectativas altissimas, esperando um novo dookie, mas fui atropelado e atordoado, esse álbum supera tudo que o Green Day já fez. Não dá para explicá-lo. Chama-lo de "punk rock" ou de qualquer estilo que seja, seria diminuir a intensidade dessa obra de arte.

Ouçam e aproveitem. Vai demorar para que outra obra tão brilhante surja.



Escrito por Sblarghman às 15h49
[   ] [ envie esta mensagem ]




Triste do país que precisa de heróis

É inegável que essa frase do Brecht define o quanto esse país é triste. Isso é bem refletido na mais nova campanha publicitária do governo federal, onde um jogador de futebol milhonário que só volta pro país na hora de comer uma gostosinha se torna um ídolo, não vou nem comentar essa campanha publicitária com outra frase que li (que não lembro de quem que é) que dizia "começa com 'sou brasileiro e não desisto nunca' e acaba com 'Brasil: Ame-o ou Deixe-o'", a questão aqui é ressaltar que não temos ídolos, temos heróis e como fã de gibis, pra mim herói é um sujeito vestido de aranha que pula de prédio em prédio. Ou seja, é um mito. É um ser irreal. É um ser além dos seres humanos que existem apenas na nossa fabulosa imaginação e que serve como escapismo dessa realidade doente. E a definição de herói é exatamente a mesma se tratando de Ronaldinho, Senna, Prestes e até figurinhas como Romário.

Há quem diga que o problema dessa geração é a falta de uma ideologia e eu digo que é verdade, mas acho que talvez esse seja o buraco que tenhamos que percorrer, porque isso é decorrente dos pais revoltados da década de 80 que falharam miseravelmente em fazer qualquer coisa boa desse país. O probre Lula é um herói brasileiro que hoje não passa de uma vagabunda do sistema. Esperanças são que a próxima geração, ao se conforontar com os pais inuteis e patéticos que são os adolescentes e pós-adolescentes de hoje recorram a uma ideologia nova, diferente daquela fracassada de nossos pais (que se dividem entre "a ditadura foi a pior coisa de minha vida" e "precisamos de mais ditadores", ambos lixos fracassados são nossos adultos também) e diferente dessa que inexiste nos jovens burros de hoje.

Enfim, voltando, o que eu quis dizer com essa besteirada foi, brasileiros estão sempre esperando alguém para vir salvá-los. Isso tem um pouco a ver com o fato de que nosso país é extremamente religioso, a classe média que lêem esse texto (hahahaha, as 5 pessoas quero dizer) não se ligam muito nesse fato, pois religião para classe média é dizer que é católico e nunca frequentar a igreja, a questão é que a grande maioria dos brasileiros, apesar de desobedecerem todos os ensinamentos religiosos são, de alguma forma, ligados a alguma religião, portanto, esperam sempre um salvador que, por pura benevolencia, vai salvá-los de todo o mal o mundo e estão predispostos a aceitar qualquer salvador que seja, isso é bem inspirado hoje na figura do Marcelo D2, a gurizada fuma maconha numa sala com medo dos pais aparecerem e dizem quando assistem a mtv "esse cara vai legalizar a maconha e tudo será melhor" e não mexem um dedo. Não dizem um puto. Ficam inertes, mortos e burros esperando que a maconha se legalize por conta própria.

Os nossos ultimos dois presidentes eram heróis. FHC era um herói da ditadura, era idolatrado como se tivesse pessoalmente invadido brasília e expulso os ditadores. Era culto, bonito e rico. Lembraram-se depois que ele havia sido eleito. Aquele homem é um humano, não um herói... ele não foi para a França porque era rebelde, ele foi porque era rico. Assim como Caetano, ele não se opôs de forma tão acirrada contra a ditadura como se diz. Se opuseram sim, mas ao minimo apertar da corda, ao minimo risco que surgiu, eles fugiram. Homens, não heróis.

Lula é o oposto. É o herói da pós-ditadura. Enquanto o país caía na garra das multinacionais, um homem se opunha contra a dominação, a estrela vermelha da pátria verde e amarela, atacava a poderosa rede globo, ajudava grupos como o MST, vinha do povo, pelo povo e para o povo. Tinha força para lutar. Lembraram-se depois que ele havia sido eleito. Aquele homem é um humano, e não um herói... ele lutou sim, mas passou tanto tempo gritando que nunca ouviu, de fora da máquina política até um escritor de blog é revoltado, dentro a história é outra, manipulado por todos os lados, cortou relações com MST antes ainda de ter sido eleito, solta pérolas como "se os nossos amigos do banco mundial nos ajudarem", chora e chora por uma participação na já falida ONU, se afasta dos nossos hermanos e, se busca se livrar da dominação norte-americana, é para aceitar um papel como escravo da Europa ou da China. Aliás, engraçado o Brasil criticar o quanto os EUA nos menosprezam, pois quando a potência era a Europa, os EUA eram aliados irmãos, ao ficar rico, começou a nos esnobar, não estamos fazendo o mesmo com o Mercosul? (não, nós não estamos ficando ricos, só eles que estão ficando mais pobres.) Enfim... a questão é... fomos ludibriados... o povo larga seu destino nas mãos de um herói e recusa o fato de ele ter falhas. Resultado: não fiscaliza, não procura saber o que está acontecendo, confia demais e isso causa nossa realidade podre atual...

Os jornalistas coitados, as vezes aparece algum com um traço minimo de pensamento próprio e fazem reportagens criticando fortemente o governo, ninguém dá atenção, claro que não, o brasileiro é morto politicamente, isso tem suas vantagens, somos um povo mais bonito e alegre e isso NÃO DEVE SER MENOSPREZADO, melhor assim do que vivermos em uma espiral cinza a lá Tóquio, mas a questão é... eles nos enganam... não temos heróis para nos salvar e porra, vamos parar de esperar um, eles nunca vão aparecer, nunca vão nos salvar, não existe Deus, Jesus, Diabo, Cazuza ou Getúlio Vargas que nos salve. É cada um por si e os assassinos no senado planejando nossa morte. Lutar, fugir ou morrer. É nossa escolha, parem de esperar alguém aparecer para fazer essa escolha por nós, simplesmente não vai acontecer. A escolha toda é sua. Escolha um ideal e vá atrás ou morra que nem o lixo burro que é. É a vida do brasileiro, sinto muito ser assim, mas a verdade é que todo mundo que você considera um herói, neste momento está rindo da sua burrice.



Escrito por Sblarghman às 18h02
[   ] [ envie esta mensagem ]




Minha nossa! Ele está reclamando de novo!

Comentando um comentário do post retrasado: O cara me dá dica de como pegar mulher depois que eu já to acompanhado. Blog de pobre é assim mesmo... o pessoal vê os posts depois de meses que você escreve ele. eu vou ver se saio correndo pelado no meio da paulista na esperança do uol me colocar naquela seçãozinha "blogs dos famosos"

Ainda sobre rock n´ roll, o que eu quis dizer foi, que enquanto falta um kurt pros gringos (a courtney é legal, mas desde que ela parou de dar pro billy corgan, as músicas dela pararam de ser boas) tanto quanto falta um raulzito pro Brasil, saca? Uma figura rock n roll escrava da mídia até certo ponto, mas ainda com cabeça para dizer coisas, se não inteligentes, pelo menos inusitadas. Vocês assistiram o VMB? Porra festa de cuzão. Dead Fish é a mais nova putinha da mtv. Eu conheço dead fish há, no minimo, uns 5 anos e olha que eu nunca fui muito antenado em hardcore, agora vem as chamadinhas "a mais nova banda da casa, dead fish" e tipo... ahn... dead fish raramente cantava em português antes, nada contra a língua portuguesa, óbvio, só digo que uma banda que fez carreira no underground tocando música legal em inglês, de repente, por coincidencia, ao assinar contrato com gravadora começar a cantar em português E com músiquinhas a la detonautas... fala sério... é chamar o público de idiota... ... .... mas espere, o público É idiota.

É um povo tão nojento que quando ganha prêmio, uma chance rara de dizer o que quizer, reza a velha "agradeço a deush e a esha galiera eshpierta qui nush acompanha" (e os caras nem são cariocas, mas sotaque carioca ta na moda). POOOOOORRRRRRAAAAAAAA cadê os roqueiros anticristos que chegam nos shows chapados de ácido dizendo "aí, o lance é a sociedade alternativa, saca, maluco?" cadê os hippies? Cadê os punks? Cadê os depressivos? E PASMEM que eu estou procurando eles também, mas, CADÊ OS EMOS? OH MEUS PINK FLOYD, ONDE QUE OS EMOS FORAM PARAR?

Quantos emos precisam pra trocar uma lâmpada? Nenhum, eles sentam no escuro e choram.

Enfim... o lance é que o equilibrio sexo-drogas-rock n roll foi quebrado. Roqueiro hoje é tudo broxa, acha politicamente incorreto usar drogas e portanto não fica nem feliz e nem triste o bastante pra fazer música boa.

Então, como é prache no sblargh, eu acabo mais um post me odiando por ter nascido algumas décadas atrasado, me odiando duplamente pelo underground da minha cidade ser formado quase que exclusivamente de moleques de 16 anos que estudam em colégio particular e que quando fazem 18, entram pra faculdade de educação fisica e passam a frequentar festas a fantasias regadas a forró universitário.

E lembrem-se crianças, votem nulo (00 ou 99) e mandem esse deplorável cenário do rock nacional ir tomar no cú.

EU QUERO ROCK DE BÊBADO DROGADO VIOLENTO E SUICIDA. É PEDIR DEMAIS? É PEDIR DEMAAAAAIS?

Chega, eu vou beber, me drogar, dar cabeçada na parede e ouvir o Led Zeppelin IV (que aliás, não se chama Led Zeppelin IV, na verdade, o álbum não tem nenhum nome e os membros da banda o chamaram certa vez de "four symbols")

Ah, ultima informação pras criancinhas, Nightwish é beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem mais velho que Evanescence e aquela mina já era gostosa quando vocês ainda usavam fralda. Mas enfim, Nightwish é metal e essa não é minha praia, só avisando.



Escrito por Sblarghman às 10h00
[   ] [ envie esta mensagem ]




to be a rock and not to roll

Eu sei que o que eu vou dizer parece coisas que garotinhas escravas de 13 anos dizem, mas eu sinto falta de um Kurt Cobain.

Digo, eu sei que tem uma porção de banda mais legal que Nirvana por aí hoje, mas eu sinto falta de ver uma banda fazendo merda em rede nacional, digo, merda de verdade, digo, ahn, pra variar, falta atitude no rock nacional pra variar um pouco. Faz uns 10 anos que falta atitude no rock gringo (desde que kurt morreu, salvo umas excessões proporcionadas pelo foo fighters e afins) e no Brasil então faz uns 20... aiai... próxima vez que eu ver um chamado "roqueiro revoltado" agradecendo a deus qualquer coisa, eu dou cabeçada na parede.



Escrito por Sblarghman às 16h26
[   ] [ envie esta mensagem ]




Explicando

Motivo do post abaixo - pensei que ia levar um fora

 

Motivo de não ter escrito mais - não levei

 

capisce?



Escrito por Sblarghman às 18h26
[   ] [ envie esta mensagem ]




Eu sou um idiota... minha nossa... como eu sou idiota por me permitir sonhar...

Eu quero levar um tiro na cara. Eu mereço um tiro na cara. Minha nossa...

Será possível, como eu consigo ser tão imbecil?

Então, óbvio, to falando de mina. Claro. Qual será o problema do moleque estranho e feio que não fala com ninguém? Aff... puta que o pariu... como eu... aff...

Eu mereço não só um tiro na cara, como mereço que a bala passe pela minha nuca sem perfurar nenhum órgão vital me fazendo cair no chão em dor e desespero... ou em dor... to muito cansado pra me desesperar...

Época de eleição... os assassinos mostram seus dentes... affe... EU JÁ TO MAL! NÃO PODIA ESPERAR UMA ÉPOCA MELHOR PARA MOSTRAREM SUAS CARAS NOJENTAS? TINHA QUE SER JUSTO AGORA? Po... tinha mesmo que ser justo agora? Tinha que esperar eu já estar derrotado e sem vontade pra pisar em mim? Pra arrastar minha cara no chão?

Eu me rastejo e a luz refletida na lua reflete no espelho que reflete a miséria. As palavras se repetem num claro lampejo de falta de criatividade. Ahn, eu quero que alguém tenha pena de mim. É pedir demais que alguém olhe pra baixo, chute minha cara e diga "nossa, eu não queria ser você nem que kosovo invadisse bagdá".

Não existiria nenhuma forma prática e segura de enfiar um desentupidor na minha boca pra arrancar meu coração?

Até quando! OH MEU SACO! ATÉ QUANDO EU VOU CONTINUAR TENDO ESSES PROBLEMINHAS DE LEITORA DE CAPRICHO? E eu ainda finjo que não mereço tudo isso... tsc... eu sou uma pessoa ruim, cara... ruim de verdade... eu não mereço a vida boa tanto quanto não mereço essa vida ruim. O que nos leva a perguntar. O que eu mereço?

Obliteração.



Escrito por Sblarghman às 16h52
[   ] [ envie esta mensagem ]




Estou por fora

Um belo dia entro no cocadaboa, leio lá "e agora tem o sexkut" ou algo assim e penso "puxa, um orkut sexual, que divertido" e 10 segundos depois me esqueço disso.

Agora vem o preocupante.

Antes mesmo do cocadaboa comentar isso, o lance já era um mega-boato que saiu num dos principais jornais do rio de janeiro e eu não fazia a menor idéia.

Nunca fui a pessoa mais atualizada do mundo, mas desde quando explode o maior boate da internet já criado nos ultimos anos e eu nem faço a menor idéia do que ocorre?

O pior, lendo o editorial do cocadaboa, ele fala algo parecido com "e o boato explodiu entre terça e quarta" e eu tipo "porra! É por isso que eu perco essas coisas! Os caras não dão nem tempo pra porra do boato tomar força. Aliás. Ele toma, enorme força, mas só entre o minusculo e ridiculo circulo de desocupados que passam a porra do dia inteiro no orkut. O próprio cocadaboa já fez um artigo dizendo como que os formadores de opinião não influenciam ninguém, apenas os próprios formadores de opinião. Pois o cocadaboa ta a mesma merda. Eles fazem as suuuuuper piadinhas deles e só participa a meia duzia de vagabundo que tem tempo de ficar 17 horas por dia na internet. Pergunta pra tiazinha da cantina se ela sabe de alguma porra de sexkut! Não sabe! Porque vocês são uns fracassados!

É isso, to revoltado, me deixaram de fora dessa brincadeirinha e eu fiquei triste. Não posso falar nem que sou um dos que foram enganados PORQUE NEM FIQUEI SABENDO DESSA PORRA DE SEKUT!

Eu sei que ninguém de lá vai ler isso, mas caso o milagre aconteça (e talvez aconteça, porque eles não fazem absolutamente nada o dia inteiro a não ser ficarem na internet), aqui vai um conselho. A tiazinha do estado não queria entrevistar o cara? Deixa. Deixem seus hoatos crescerem. Deixa sair do rio de janeiro e dos jornalecos do sul (porque os únicos jornais que são enganados por eles ou são coisinhas ridiculas de jornaizinhos do sul ou de minas). Deixem a criação de vocês crescer até São Paulo, até a televisão, já pensou um boato no jornal nacional? ISSO sim seria divertido. Mas naaaaaaaaaaaaaaaao! O barato COMEÇA a ficar divertido E O BANDO DE BURRO ACABA COM TUDO!

Parabéns seus panacas! Continuem assim! Elitistas burros. Continuem divertindo os filhos de vereadores, de mega-empresários ou garotinhos de 14 anos num geral que acessam seu site.



Escrito por Sblarghman às 17h38
[   ] [ envie esta mensagem ]




Espetacular!

Esse post está um ano atrasado em relação ao universo de verdade, mas aqui no Brasil, foi publicado esse mês, a Amazing Spider-Man 500! E foi um desses momentos em que eu me senti honrado de fazer parte dessa multidão que acompanha o herói desde pequenino! História escrita por J. Michael Straczynsky (ou algo assim) e desenhada pelos Romitas (pai e filho), essa é uma daquelas histórias que vão ficar pra memória.

"Feliz Aniversário" na verdade tem 3 partes, as duas primeiras entretanto são só uma preparação para a espetacular edição que se passa em Amazing Spider-Man 500.

40 anos de história, toda retratada nessa brilhante e belíssima imagem que vocês vêem abaixo.

A história inteira é longa e de novo, mera preparação, o que importa é saber que o homem-aranha se encontra entre os tempos.  De um lado está o jovem Peter Parker, enquanto uma aranha radiativa desce na direção de sua mão, do outro está um velho e cansado homem-aranha, encarando seu fim frente a um exército que não pode vencer. No meio está o amigão da vizinhança como nós o conhecemos. De um lado ele pode atirar uma teia na aranha e impedir que sua vida se transforme nesse interminavel jogo de herói vs vilão. Do outro, ele pode ajudar seu alter-ego mais velho, pode ganhar tempo e prosseguir com a lenda. Daí se constrói o cenário para que o herói se pergunte mais uma vez: "Ser ou não ser homem-aranha. eis a questão"

Bem, recomendo a todos. A capa, também muito bonita, está aí embaixo. Em comemoração ao aniversário do escalador de paredes, eu vou passar quanto tempo eu quiser, porque a porra do blog é meu, falando apenas do homem-aranha. Então é isso! Fiquem aí embaixo com a belissima arte de J. Scott Campbell.



Escrito por Sblarghman às 17h16
[   ] [ envie esta mensagem ]




Cinema

Tava lendo no blog do sieber que ele acha o cinema nacional uma merda e ok, bem, aqui vai minha opinião.

 

Eu acho que o cinema nacional ta longe de ser uma merda. Ainda é um bebê com certeza, que tem muito a evoluir (um ROTEIRO ORIGINAL não faria mal de vez em quando), o que me preocupa é que coisas parecem conspirar contra essa evolução e eu não queria entrar no chavão de chamar essa "coisa" de demônio igual todo mundo faz, mas bem... o lance é que a globo ta monopolizando mais uma área e isso já ta se provando PÉSSIMO pra tal área.

Pra começar, todo mundo sabe que a globo não é líder absoluta na tv por causa de seu trabalho duro e padrão de qualidade, todo mundo sabe que pra ter o dinheiro pra bancar esse padrão de qualidade, a nossa senhora das oito teve que esconder alguns presuntos em seus arquivos. Óbvio que hoje ninguém bate tal padrão de qualidade e admitimos que os níveis das novelas são de padrão altissimo, ok, ninguém está questionando isso. Agora cinema é uma arte diferente (não vou entrar em méritos de melhor ou pior, EU gosto inifinitamente mais e são duas coisas imensamente diferentes) e uma coisa extremamente prejudicial para o cinema é quando os cineastas começam a sentir que só farão sucesso caso se aliem a grande poderosa globo.

Cinema hollywoodiano é uma merda e é sempre a mesma coisa? Pois bem, agora imagine todos os filmes iguais "Carandiru" ou "Olga"? Gostaram? Pois bem, essa é a realidade quando uma empresa com uma visão extremamente unilateral de arte monopoliza o mercado. Ainda mais porque empresas seguem a lógica OPOSTA a da evolução da arte. Porque evolução (de acordo com Nietzsche e eu concordo muito) trata-se de quebrar regras e construir novas no lugar (só para serem eventualmente quebradas de novo), agora, a lógica do mercado diz "deu certo? Repita!" e nós já estamos sentindo na pele o cinema brasileiro caminhando pra essa direção, graças a globo e a sua trupe de lambe-bolas que fazem qualquer coisa já sabendo que vão ganhar prêmios nos festivais assim que o filme entra em pré-produção. Desculpa ser óbvio, mas acho que até a falta de dinheiro é menos prejudicial para a arte, mas de novo, o cinema brasileiro é novo (de novo) e ainda ta naquela fase "qualquer coisa é lucro", mas talvez seja hora de começarmos a passar disso, os cineastas brasileiros talvez devam parar de pensar "vou fazer um filme nacional" e começar a pensar "vou fazer um filme."



Escrito por Sblarghman às 14h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




Pessoas burras e meu estado emocional, ou seja, o de sempre

Antes de escrever o que eu ponderava a respeito do melhor assunto do mundo (eu), eu entrei no blog da Wanessa Camargo e vi ela revoltada com a injustiça na guerra do Iraque falando coisas do tipo "chega de manipulação", digo, minha nossa, ela não enxerga o quanto ELA é manipulada e o quanto ELA contribui pra todo mundo continuar burro? Pqp, porque fama e inteligencia caminham de forma proporcionalmente inversas?

Agora eu:

Eu fico pensando sobre desejos grandes e pequenos, saca? O que é sonhar grande ou o que não é... acho que todo sonho é grandioso... épocas como a de agora eu me pego desejando simplesmente viver sem preocupações, saca... no que essa vida estúpida se tornou nada mais do que resolver um problema, partir para o próximo, resolver outro problema, partir para o seguinte... digo... o quão imbecil é isso? Porque não há paz, porque não há tranquilidade... eu me pego desejano o niilismo, quero o nada mais do que tudo. Quero que o mundo simplesmente suma...

Minha nossa, estou mais fútil hoje que a Wanessa Camargo......... não, mas é sério, existe uma moral na história de hoje. Digo, sou só e quem percebo o quão imbecil é essa vida problemática? É tanta correria que a gente nem percebe que não está correndo para lugar nenhum... pense sobre isso... mas pense rapidinho, porque senão você vai perder o ônibus...



Escrito por Sblarghman às 16h54
[   ] [ envie esta mensagem ]




Ecoa pelas paredes sons vibrantes de aço e a palha que gira e que acha e que procura ser procurada expande-se e cresce envolto em paixões efervescentes. Cresce e aumenta e conta a montaria que vaga pelo espaço rumo a procura de respostas. Respostas e paixões que tocam o ar com notas musicais e que animam e levam a crer, mas escapam após o ser que cai se confundir em um redemoinho. Cai a imagem daquilo que se desfaz. Esfarelam, esfarelem, quero que esfarele-se, não exista, não pode existir, existencia que significa fim, porque existe? Dentes brancos e rostos enfeitando as luzes da cidade que arde em ódio e que chora em desespero e que clama por respostas, mas recebem dentes brancos dos seres que caem e que por mais que mereçam, nunca se esfarelam. Ecoa, mas agora sem paredes.



Escrito por Sblarghman às 01h58
[   ] [ envie esta mensagem ]




Hahahaha, eu não sou o único que está velho

http://falandodemusica.zip.net/

Vocês já entraram nesse blog? É de uma locutora da 89 FM. Que, diga-se de passagem, com certeza está em pleno clímax da idade da loba, saca só as tentativas dela de formar gírias, como por exemplo "é só fazer 'calô' que as baladas das boas surgem com força total"

Bwahahahahahha, cara, que engraçado, parece aqueles tios chatos, já nos seus 40 anos, que quando você pergunta (por nenhum motivo a não ser se livrar dele logo e subir pro quarto do primo jogar video-game) "tudo bem?" ele responde "Ôpa. Tô da hora, mano" e fica aquele puta clima forçado na sala e ele percebe que ele falou algo que simplesmente não foi certo e, em seguida disso, vem aquele pensamento "...preciso trair minha mulher com uma baranguinha 37 anos mais jovem".

Mas imagino que pra molecadinha que ouve 89 FM, seja normal isso...



Escrito por Sblarghman às 22h01
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SANTO ANDRE, JARDIM BOM PASTOR, Homem, de 15 a 19 anos, Portuguese, German, Cinema e vídeo, Games e brinquedos, Livros
ICQ - 37370100
Histórico
  21/11/2004 a 27/11/2004
  07/11/2004 a 13/11/2004
  31/10/2004 a 06/11/2004
  17/10/2004 a 23/10/2004
  10/10/2004 a 16/10/2004
  03/10/2004 a 09/10/2004
  19/09/2004 a 25/09/2004
  12/09/2004 a 18/09/2004
  05/09/2004 a 11/09/2004
  29/08/2004 a 04/09/2004
  08/08/2004 a 14/08/2004
  01/08/2004 a 07/08/2004
  25/07/2004 a 31/07/2004
  11/07/2004 a 17/07/2004
  04/07/2004 a 10/07/2004
  27/06/2004 a 03/07/2004
  20/06/2004 a 26/06/2004
  13/06/2004 a 19/06/2004
  06/06/2004 a 12/06/2004
  30/05/2004 a 05/06/2004
  23/05/2004 a 29/05/2004
  16/05/2004 a 22/05/2004
  09/05/2004 a 15/05/2004
  02/05/2004 a 08/05/2004
  25/04/2004 a 01/05/2004
  18/04/2004 a 24/04/2004
  11/04/2004 a 17/04/2004
  04/04/2004 a 10/04/2004
  28/03/2004 a 03/04/2004
  21/03/2004 a 27/03/2004
  14/03/2004 a 20/03/2004
  07/03/2004 a 13/03/2004


Outros sites
  Allan Sieber
  Anarquismo!
  Sátira do governo americano (em inglês)
  Cocadaboa! O site mais engraçado em língua portuguesa!
  Leite de Pato
  Melhor site de rock atual (em inglês)
  Melhor site sobre Pink Floyd (em inglês)
  Próximo Passo
  Given to Fly
  Felipe Cunha - O Mais Talentoso Desenhista Dessa Primeira Metade Do Século
  Eu falo demais (eu não, ele, haha, sacaram a super piada?)
  Blog do Billy Corgan
  Um labirinto feito de espinhos
  Enigma de Bressa
  Lágrimas No Sorriso
  Televiderê! êêêêê!
  Neil Gaiman! Uma inspiração para todos nós jovens roteiristas de quadrinhos
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?